FATORES ASSOCIADOS À DESNUTRIÇÃO EM PACIENTES RENAIS CRÔNICOS

Patrícia Alencar Pereira Vasconcelos, Helder Cardoso Tavares, Lívia Fernanda Ferreira de Freitas, Daniele Gonçalves Santos, Leila Silveira Vieira da Silva, Maria Misrelma Moura Bessa, Edna Mori, Karina Morais Borges

Resumo


A doença renal crônica é um problema de saúde pública mundial e uma parcela da população mantém a vida amparada pela diálise. A doença tem aumentado em proporções significativas, sendo a desnutrição um evento de mau prognóstico na DRC, pois o estado nutricional dos pacientes se associa inversamente ao risco de hospitalização e de mortalidade. Portanto, torna-se fator de risco de grande importância na evolução clínica dessas pessoas. A desnutrição é um fato comum nos indivíduos em hemodiálise e são apontados como causa desse quadro clínico vários fatores como distúrbios no metabolismo proteico e energético e a deficiente ingestão alimentar. O presente estudo tem como objetivo identificar os fatores associados à desnutrição em pacientes renais crônicos submetidos à hemodiálise. Trata-se de um estudo do tipo transversal com abordagem quantitativa, os participantes são portadores de doença renal crônica, de ambos os sexos, com idade de 30 a 60 anos e tempo de hemodiálise maior ou igual a três meses. Foram coletadas informações de consumo alimentar, socioeconômicas e circunferência do braço (CB). O Índice de Massa Corpórea (IMC) mostrou que 80% dos pacientes encontram-se em estado de eutrofia, 10% com sobrepeso e 10% de desnutrição. Porém, ao avaliar a CB, foi possível constatar que 75% dos enfermos apresentam desnutrição grave a moderada. Ao avaliar a albumina, que é considerada um marcador de desnutrição, a mesma encontra-se dentro dos parâmetros da normalidade. A análise dos dados permite afirmar que a desnutrição é fato presente em pacientes com doença renal crônica e que existem condições multifatoriais para presença da desnutrição.


Palavras-chave


Desnutrição, Doença Renal Crônica, Avaliação Nutricional.

Texto completo:

Inglês Português

Referências


Marinho AWGB, Penha AP, Silva MT, Galvão TF. Prevalência de doença renal crônica em adultos no Brasil: revisão sistemática da literatura. 2017 Jul;25(3):379-388. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1414-462x201700030134.

National Kidney Foundation. Clinical practice guidelines for chronic kidney disease: evaluation, classification and stratification. Am J Kidney Dis. 2002 Fev;39(2 Suppl 1): S1-266.

Riella CM, Cristina M. Nutrição e o rim. 2.ed. Rio de Janeiro, Brasil: Guanabara Koogan; 2013.

Pupim LB, Cuppari L, Ikizler TA. Nutrition and metabolism in kidney disease. Semin Nephrol. 2006 Mar;26(2):134-57. doi: 10.1016/j.semnephrol.2005.09.010.

Shah SN, Abramowitz M, Hostetter TH, Melamed ML. Serum bicarbonate levels and the progression of kidney disease: a Cohort Study. Am J Kidney Dis. 2009 Aug;54(2):270-7. doi: 10.1053/j.ajkd.2009.02.014.

Abreu ACT. Avaliação da capacidade física e funcional de pacientes com insuficiência renal crônica que realizam hemodiálise [monografia]. Salvador: Universidade Católica do Salvador – UCSAL; 2016.

Silva D, Monique A, Souto M, Correia T, Freitas FF, Neves MC, Soares SB. Estado nutricional de pacientes renais crônicos submetidos a tratamento hemodiálitico em um hospital de referência de Pernambuco. Nutr. clín. diet. hosp. 2017 Jul;37(3):58-65. doi: 10.12873/373brunosoares.

Frisancho AR. New norms of upper limb fat and muscle areas for assessment of nutritional status. Am J Clin Nutr. 1981 Nov;34(11):2540-5.

Santos, NSJ, Draibe SA, Kamimura MA, Cuppari L. Albumina sérica como marcador nutricional de pacientes em hemodiálise Rev. Nutr. 2004 Set;17(3):339-349. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-52732004000300007.

Cuppari L, Avesani CM, Kamimura MA. Nutrição na doença renal crônica. Seção 3: Avaliação nutricional na doença renal crônica. 1.ed. Rio de Janeiro, Brasil: Guanabara Koogan; 2013.

Huang CX, Tighiouart H, Beddhu S, Cheung AK, Dwyer JT, Eknoyan G, Beck GJ, Levey AS, Sarnak MJ. Both low muscle mass and low fat are associated with higher allcause mortality in hemodialysis patients. Kidney Int. 2010 Abr;77(7):624-9. doi: 10.1038/ki.2009.524.

Fahal IH. Uraemic sarcopenia: aetiology and implications. Nephrol Dial Transplant. 2014 Set;29(9):1655-65. doi: 10.1093/ndt/gft070.

Martins ECV, Pereira VFS, Sales PS, Pereira PAL. Tempo de hemodiálise e o estado nutricional em pacientes com doença renal crônica. Braspen J; 2017 jan.-mar;32(1):54-57.

Valenzuela RGV, Giffoni AG, Cuppari L, Canziani MEF. Estado nutricional de pacientes com insuficiência renal crônica em hemodiálise no Amazonas. Rev. Assoc. Med. Bras. 2003 Jan;49(1):72-78. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302003000100037.

Cardozo MT, Vieira IO, Campanella LCA. Alterações nutricionais em pacientes renais crônicos em programa de hemodiálise. Rev Bras Nutr Clín. 2006 Jan;21:284-289.

Organização Mundial De Saúde (OMS). Centro Colaborador da OMS para a Classificação de Doenças em Português. Classificação estatística internacional de doenças e problemas relacionadas à saúde. 5.ed. São Paulo, Brasil: Editora da Universidade de São Paulo; 1997.

Calado IL, França AKTC, Santos AM, Filho NS. Avaliação nutricional de pacientes renais em programa de hemodiálise em um hospital universitário de São Luís do Maranhão. J. bras. nefrol. 2007 out.- dez;29(4):215-221.

Oliveira CMC, Kubrusly M, Mota RS, Silva CAB, Oliveira VN. Desnutrição na insuficiência renal crônica: qual o melhor método diagnóstico na prática clínica? J. Bras. Nefrol. [Internet]. 2010 Mar;32(1):57-70. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0101-28002010000100011.

Cuppari L, Kamimura MA. Avaliação nutricional na doença renal crônica: desafios na prática clínica. Braz. J. Nephrol. 2009;31(1 Suppl 1):21-27.

Taglietti RL. Avaliação nutricional de pacientes em tratamento de hemodiálise atendidos em uma clínica renal de Chapecó-SC. [Monografia (Especialização)]. Chapecó: Universidade Comunitária da Região de Chapecó – Unochapecó; 2011.

Cabral PC, Diniz AS, Arruda IKG. Avaliação nutricional de pacientes em hemodiálise. Rev. Nutr. [Internet]. 2005 Fev;18(1):29-40. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-52732005000100003.

Sampson L. Food frequency questionnaires as a research instrument. Clin Nutr. 1985.

Willett WC. Future directions in the development of food-frequency questionnaires. Am J Clin Nutr. 1994 Jan;59(1 Suppl):171-174. doi: 10.1093/ajcn/59.1.171S.

Drummond SE, Crombie NE, Cursiter MC, Kirk TR. Evidence that eating frequency is inversely related to body weight status in male, but not female, non-obese adults reporting valid dietary intakes. Int J Obes Relat Metab Disord. 1998 Fev;22(2):105-12.




DOI: http://dx.doi.org/10.19095/rec.v6i1.385

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXAÇÃO

  • LATINDEX: Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
  • REDIB(Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico): é uma plataforma para agregação de conteúdo científico e acadêmico em formato eletrônico produzido no contexto ibero-americano, relacionado a ele em um sentido cultural e social mais amplo e geograficamente não restritivo.
  • GOOGLE SCHOLAR: é uma ferramenta de pesquisa do Google que permite pesquisar em trabalhos acadêmicos, literatura escolar, jornais de universidades e artigos variados.