ACOLHIMENTO E INTEGRAÇÃO COMO PRÁTICA DOS RECURSOS HUMANOS HOSPITALAR: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA COMO PROPOSTA DE INTERVENÇÃO

Aretha Feitosa Araújo, José Maria Ximenes Guimarães, Juliana Ribeiro Francelino Sampaio, Jefferson Rafael Marques Barbosa, Andrezza Saraiva Bezerra, Eliana Alencar Vieira

Resumo


O estudo apresenta como tema a relação entre as práticas de gestão de recursos humanos (especificamente a integração e o acolhimento), como forma de contribuir para a promoção de atitudes e comportamentos dos colaboradores, norteando-os para uma melhor condição de adaptabilidade, compromisso, desempenho e o alinhamento organizacional. A metodologia tem como base uma proposta de intervenção baseada no conhecimento da realidade e a revisão de literatura. Procurou-se inserir no modelo de gestão da unidade hospitalar em estudo a seguinte estratégia: apresentar de forma clara e concisa as normas de Recursos Humanos, de Segurança do Trabalho, do Gerenciamento de Riscos em parceria com o Centro de Estudos, partindo do princípio da necessidade de implementar um processo de inserção e integração do colaborador à empresa. Em virtude dos atuais modelos de gestão, qualidade assistencial e da necessidade dos colaboradores acompanharem o incremento contínuo dessas novas mudanças, surgiu a demanda de implementar no Hospital em estudo, situado na região do Cariri, a cultura de Socialização Organizacional, a qual tem foco no posicionamento dos colaboradores em suas atividades, esclarecendo o seu papel e seus objetivos dentro da instituição. Dessa forma, o intuito foi suprir as necessidades de informações como forma inicial de aprendizado, para que o colaborador recém-contratado se sentisse acolhido e compreendesse a grandeza e a importância do seu papel dentro de um Hospital.

Palavras-chave


Recursos Humanos. Inovação Organizacional. Cultura Organizacional. Gestão de Pessoas. Gestão Hospitalar.

Texto completo:

PDF

Referências


ASCENSÃO, Carla. Práticas de Gestão de Carreira, Acolhimento e Integração e Empenhamento Organizacional: Estudo de Caso no sector do Pós-Venda Automóvel. Lisboa, 2009.

CHIAVENATO, Idalberto. Recursos Humanos. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

CHIAVENATO, Idalberto. Recursos Humanos. 7. ed. Rio de Janeiro: Editora Campus. 2010

FLEURY, Maria Tereza Leme; FISCHER, Rosa Maria. Cultura e poder nas organizações. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

GIL, Carlos Antonio. Gestão de Pessoas – Enfoque nos papéis profissionais. São Paulo: Atlas, 2001.

KERZNER, Harold. Gestão de Projetos: as melhores práticas. 2ª edição, Porto Alegre: Bookman, 2006.

MESQUITA, Zilá; GOERCK, Susana. Bem-Vindos ou Estranhos no Ninho? Considerações Sobre o Teor e o Processo de Integração de Novos Membros nas Organizações. In.: Anais do ENANPAD, 2001.

OLIVEIRA, Sidinei Rocha de; ECCEL, Claudia Sirangelo. Sociologia e cultura organizacional. In: PICCININI, Valmira Carolina; ALMEIDA, Marilis Lemos de, OLIVEIRA, Sidinei Rocha. Sociologia e administração. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

PINA E CUNHA, M., REGO, A., CAMPOS E CUNHA, R., & CABRAL-CARDOSO, C. Manual de comportamento organizacional e gestão (3ª ed.). Lisboa: Editora RH, 2003.

RESENDE, Marcello Rosa de. Gestão de Pessoas. São Paulo. Editora UNINOVE. 2008

XAVIER, Ricardo. Gestão de Pessoas na Prática: Os Desafios E As Soluções. São Paulo. Editora Gente. 2006




DOI: http://dx.doi.org/10.19095/rec.v4i1.104

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXAÇÃO

  • LATINDEX: Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
  • REDIB(Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico): é uma plataforma para agregação de conteúdo científico e acadêmico em formato eletrônico produzido no contexto ibero-americano, relacionado a ele em um sentido cultural e social mais amplo e geograficamente não restritivo.
  • GOOGLE SCHOLAR: é uma ferramenta de pesquisa do Google que permite pesquisar em trabalhos acadêmicos, literatura escolar, jornais de universidades e artigos variados.