CONTROLE DE QUALIDADE FÍSICO-QUÍMICO DE COMPRIMIDOS EFERVESCENTES DE VITAMINA C (ÁCIDO ASCÓRBICO): ESTUDO COMPARATIVO DE REFERÊNCIA E SIMILARES

Gustavo de Oliveira Alencar, Caroline Firmino Marques Rodrigues, Jean Pierre de Oliveira Alencar, Marianne Santos Pinheiro, Andreia Lúcia Braz da Silva, Rafael de Carvalho Mendes

Resumo


O ácido ascórbico (Vitamina C) possui funções biológicas e metabólicas importantes na resposta imunitária do organismo, na redução do envelhecimento cutâneo e na absorção do ferro. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a qualidade físico-química de três marcas de comprimidos efervescentes de ácido ascórbico 1g, incluindo referência e similares, comercializadas em Farmácias de Juazeiro do Norte – CE. Tratou-se de um estudo experimental e comparativo de análise quantitativa, realizado no mês de setembro de 2016. Todos os testes seguiram a Farmacopeia Brasileira 5º edição e foram efetuados no Laboratório da Faculdade de Juazeiro do Norte (FJN). No teste do peso médio a amostra A e C ficaram dentro do intervalo de ±5%, já a amostra B dois comprimidos ficaram fora, sendo permitido até dois fora da margem. Já na resistência mecânica tais como dureza e friabilidade os resultados respectivamente foram amostra A (75,9 N / 6,208%), amostra B (39,9N / 3,031%) e amostra C (55,2N / 1,664%). No pH foram vistos que todos estavam dentro da variação aceitável de até 5,4. No teste de doseamento somente as amostras A e B ficaram dentro do intervalo de 90% e 110%. Conforme observado, as três amostras não atenderam às especificações, não garantindo a segurança, eficácia e qualidade desejadas.


Palavras-chave


Ácido ascórbico. Comparativo. Controle de qualidade.

Texto completo:

Português Inglês

Referências


- Chaves Neto MC, Prado RMS, Santos RN, Rodrigues Neto EM, Albuquerque RL. Análise Físico Química de Comprimidos Efervescentes com Vitamina C. Mostra Científica da Farmácia, Ceará: Quixadá, 2015; 2(1): 1-2.

- Medeiros AC, Chacon DA, Aires Neto T, Lima FP, Azevêdo IM, Trindade MC. Efeitos das vitaminas A e C em anastomoses intestinais de ratos tratados com corticosteroide. Acta Cirúrgica Brasileira, São Paulo, 2003; 18 (Supl. 1): 28-32.

- Sordi M, Araújo RS, Silva SE, Silva FS, Govato EBFM. Avaliação da qualidade de comprimidos de Ácido Ascórbico e de Cloridrato de Piridoxina manipulados e dispensados em hospital público terciário de grande porte na cidade de São Paulo. Rev Ciên Farm Básica Apl., São Paulo: Araraquara, 2016; 37 (Supl. 1): 1.

- Tian J, Li Y. Efeitos comparativos de vitamina C sobre os efeitos dos anestésicos locais ropivacaína, bupivacaína e lidocaína em condrócitos humanos. Rev Bras Anestesiol, China: Xinxiang, 2016; 66 (1): 29-36. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.bjane.2015.01.006.

- Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Portaria nº 1247, de 10 de novembro de 2014. Aprova o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas da Anemia por Deficiência de Ferro. Brasília: Ministério da Saúde. Diário Oficial da União. 2014. Disponível em:

http://conitec.gov.br/images/Consultas/Relatorios/2014/pcdt_Anemia-DeficienciaFerro_2014.pdf.

- Ferreira CD, Silva Neta EAS, Silva KG, Garcêz LS, Nishimura LS, Feitosa MM. Fundamentos da Nutrição 1. Salvador: SANAR, 2015.

- Supp AD. Controle de Qualidade de Comprimidos Efervescentes de Vitamina C Disponíveis em Farmácias do Sul de Santa Catarina. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso). Departamento de Farmácia. Universidade do Extremo Sul Catarinense. Santa Catarina: Criciúma, 2011. Disponível em: http://repositorio.unesc.net/bitstream/1/612/1/Angelo%20Diego%20Supp.pdf.

- Ministério da Saúde (BR). Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Farmacopeia Brasileira 5 ed. Brasília: Fundação Oswaldo Cruz, 2010; 1.

- Ministério da Saúde (BR). Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Farmacopeia Brasileira 5 ed. Brasília: Fundação Oswaldo Cruz, 2010; 2.

- Lieberman HA, Lachman L, Schwartz JB. (Editor). Pharmaceutical Dosage Forms. 2ª Ed. New York, USA: Marcel Dekker, 1990; 2.




DOI: http://dx.doi.org/10.19095/rec.v7i1.318

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXAÇÃO

  • LATINDEX: Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
  • REDIB(Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico): é uma plataforma para agregação de conteúdo científico e acadêmico em formato eletrônico produzido no contexto ibero-americano, relacionado a ele em um sentido cultural e social mais amplo e geograficamente não restritivo.
  • GOOGLE SCHOLAR: é uma ferramenta de pesquisa do Google que permite pesquisar em trabalhos acadêmicos, literatura escolar, jornais de universidades e artigos variados.