EDENTULISMO E QUALIDADE DE VIDA: PERCEPÇÃO DE PACIENTES DA TERCEIRA IDADE

Francisca Elba Pereira de Souza, Dailon de Araújo Alves, Felice Teles Lira dos Santos Moreira, Grayce Alencar Albuquerque

Resumo


Nos últimos 30 anos, o Brasil tem passado por um processo de envelhecimento populacional caracterizado pela crescente expectativa de vida. No entanto, esse aumento tem se refletido na saúde, muitas vezes, indicando problemas, tais como os vinculados à saúde bucal e as interferências na qualidade de vida do idoso. O objetivo do presente trabalho foi compreender como os idosos enfrentam o edentulismo, ressaltando motivos, ações preventivas e mudanças na sua qualidade de vida. Esta pesquisa descritiva, de natureza qualitativa, ocorreu no Centro de Especialidades Odontológicas Regional, localizado no Município de Juazeiro do Norte-CE, nos meses de agosto de 2014 a abril de 2015. A pesquisa contou com a participação de 13 idosos, em sua maioria do sexo masculino. Os resultados foram distribuídos nas seguintes categorias: os impactos do edentulismo na qualidade de vida na terceira idade, a dentição atual e os motivos que levaram à patologia, os cuidados com a cavidade oral adotados pelos idosos e, por fim, a atuação dos profissionais de saúde na prevenção e no tratamento deste durante a terceira idade. Durante a pesquisa tornou-se possível compreender que são diversos os agravos sofridos por idosos nesta condição, porém estes não descrevem o problema, como de fato, ele acontece. Apesar de alguns idosos afirmarem não reconhecerem a patologia como um sério problema, este se apresenta como uma forte interferência na qualidade de vida, principalmente para os idosos com edentulismo total, pois passam por várias alterações, tanto sistêmicas, como estéticas e principalmente psicológicas.


Palavras-chave


Perda de dente. Idoso. Saúde bucal.

Texto completo:

Português Inglês

Referências


Oliveira AL; Reis LA. Produção do Conhecimento em Estudos Brasileiros sobre Envelhecimento no Período de 2005 a 2015. Rev. Saúde Col. UEFS. 2017; 7(1): 58-63. DOI: 10.13102/rscdauefs.v7i1.1055.

Doll J; Ramos AC; Buaes CS. Educação e Envelhecimento. Educação & Realidade. 2015; 40 (1): 9-15. http://dx.doi.org/10.1590/2175-623652407.

Veras R. É Possível, no Brasil, Envelhecer com Saúde e Qualidade de Vida? Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. 2016; 19(3): 381-382. http://dx.doi.org/10.1590/1809-98232016019.160100

Palma JM; Schliebe LRSO; Tonello, AS; Queiroz RCS. Edentulismo e Autopercepção em Saúde Bucal em Idosos de um Município do Nordeste Brasileiro. Rev Pesq Saúde. 2015; 16(3): 144-148.

Lelis ER; Siqueira CS; Costa MM; Reis SMAS; Gomes VL; Oliveira, AG. Incidência e prevalência de doenças bucais em pacientes idosos: alterações morfológicas, sistêmicas e bucais. Rev. Inpeo de Odontologia. 2009; 3(2): 47-82.

Gerhardt TE; Silveira DT. Métodos de pesquisa. Coordenado pela Universidade Aberta do Brasil – UAB/UFRGS e pelo Curso de Graduação Tecnológica – Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural da SEAD/UFRGS. – Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

Rocha FEC; Albuquerque FJB; Marcelino MQS; Dias MR; Pinheiro JQ. Aplicação da análise de conteúdo na perspectiva de Bardin em uma aproximação avaliativa do PRONAF-PB; Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento 201; Março; Planaltina-DF; 2008.

Bardin LA. Análise de conteúdo; 3ª Ed.; Lisboa: Edições 70; 2004.

Subirá-pifarrè C; Soares MSM. La función masticatoria enelanciano. RCOE. 2001; 6(1):69-77.

Salgado JM. Nutrição na terceira idade. In: Campostrini e Odontogeriatria; Noções de interesse clínico; Rio de Janeiro: Revinter; p. 63-70; 2004.

Damasceno LM; Marassi CS; Ramos MEB; Souza IPRS. Alterações no comportamento infantil decorrente da perda de dentes anteriores: Relato de caso. Rev. Bras. Odontol. 2002; 59(3): 193-196.

Brunetti RF; Montenegro FLB. Odontogeriatria: noções de interesse clínico; São Paulo: Artes Médicas; 2002.

Cormarck E. A saúde oral do idoso; 2002. [Online]

Boraks S. Distúrbios bucais na terceira idade. In: Brunetti RF, Montenegro FLB. Odontogeriatria: noções de interesse clínico. São Paulo: Artes Médicas; p. 85-98; 2002.

Brunetti RF; Montenegro FLB. Odontogeriatria – Uma nova opção de trabalho no Século XXI; In: Cardoso JA, Machado MEL; Odontologia: arte e conhecimento; São Paulo: Artes Médicas. p. 440–53; 2004.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde; Secretaria de Vigilância em Saúde; SB Brasil 2010: Pesquisa Nacional de Saúde Bucal: resultados principais / Ministério da Saúde; Secretaria de Atenção à Saúde; Secretaria de Vigilância em Saúde. – Brasília: Ministério da Saúde; 2012.

Unfer B; Braun K; Silva CP; Filho LDP. Autopercepção da perda de dentes em idosos; Interface – Comunic; Saúde; Educ. 2006; 10(19): 217-26. http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832006000100015.

Bulgarelli AF; Mestriner SF; Pinto IC. Percepções de um grupo de idosos frente ao fato de não consultarem regularmente o cirurgião-dentista. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol. 2012; 15(1):97-107. http://dx.doi.org/10.1590/S1809-98232012000100011.

Jones JA; Orner MB; Spiro A; Kressin NR. Tooth loss and dentures: patient’s perspectives. Int Dent J. 2003; 53(5):327-334.

Barros AJD; Bertoldi AD. Desigualdades na utilização e no acesso a serviços odontológicos: uma avaliação em nível nacional. Ciênc. Saúde Colet. 2002; 7(4): 709-17.http://dx.doi.org/10.1590/S141381232002000400008.

Ferreira RC et al. Cad. Saúde Pública. Rio de Janeiro. 2009; 25(11): 375-2385.

Pereira, MTP. Qualidade de vida e saúde bucal na terceira idade; 2009.

Rivaldo, EG. et al. Envelhecimento e saúde bucal; Stomatos – Revista de Odontologia da ULBRA. 2008; 14(26): 39- 45.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde; Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal; Brasília: MS; 76 p.; 2004.

Silva SRC; Fernandes RAC. Autopercepção das condições de saúde bucal por idosos. Rev Saúde Pública. 2001; 35:349-55. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102001000400003.

Mesas AE. Cuidados com a Saúde Bucal do Idoso; Direito do Idoso; Artigos Doutrinários; out. 2006.

Brasil. Conferência nacional de saúde bucal, 2. Relatório final da 2ª Conferência Nacional de Saúde Bucal; [online]. Brasília; 1993 BRASIL. Conferência nacional de saúde bucal, 2. Relatório final da 2ª Conferência Nacional de Saúde Bucal; [online]. Brasília; 1993 [Acesso em: 25 fev. 2015].

Bulgarelli AF; Manço ARX. Saúde bucal do idoso: revisão. Clin. Pesq. Odontol. 2006; 2(4): 319-326.

Bowling A; Gabriel Z; Dakes J; Dowding LM; Evans O; Fleissig, A et al. Let’s askthem: a national survey of definitions of quality of life and its enhancement mong people aged 65 and over. Int J Aging Hum Dev. 2004; 56(4): 269-306.




DOI: http://dx.doi.org/10.19095/rec.v7i2.428

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXAÇÃO

  • LATINDEX: Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
  • REDIB(Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico): é uma plataforma para agregação de conteúdo científico e acadêmico em formato eletrônico produzido no contexto ibero-americano, relacionado a ele em um sentido cultural e social mais amplo e geograficamente não restritivo.
  • GOOGLE SCHOLAR: é uma ferramenta de pesquisa do Google que permite pesquisar em trabalhos acadêmicos, literatura escolar, jornais de universidades e artigos variados.
  • SUMÁRIOS:  Sumários de Revistas Brasileiras (Sumários.org) é uma base indexadora de periódicos científicos brasileiros que busca ampliar a divulgação e o acesso aos periódicos científicos nacionais.