A IMPORTÂNCIA DA INSERÇÃO DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA NO CAMPO DA ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE

Helder Cardoso Tavares, Patrícia Alencar Pereira Vasconcelos, Ana Carolina dos Santos Anjos, Edna Karol Rodrigues de Araujo, Lívia Fernanda Ferreira de Freitas, Talita Leite Beserra, Ana Kelly Morais dos Santos, Cristiane Diógenes Bandeira Bulhões, Ítalla Maria Pinheiro Bezerra

Resumo


O objetivo deste artigo foi descrever a importância dos nutricionistas e seu papel nas equipes de saúde segundo a opinião dos usuários da Atenção Primária. Trata-se de um estudo descritivo de abordagem qualitativa realizado com usuários de Unidades Básicas de Saúde. O instrumento utilizado foi um roteiro semiestruturado e para a análise dos dados, utilizou-se a técnica segundo o agrupamento de estratégias para a análise do conteúdo de acordo com Bardin, a partir da qual foram formados os discursos-sínteses. Foram entrevistados 20 usuários de quatro unidades de saúde da família, todos pertencentes ao município de Juazeiro do Norte-CE. Os resultados mostraram que os usuários veem o nutricionista como profissional responsável por promover uma alimentação saudável, reconhecendo ainda, que isso oferece uma maior qualidade de vida, controla doenças cardiovasculares, auxilia no combate a obesidade em crianças nas escolas, contribuindo para a saúde dos sujeitos, bem como sabem que ter o contato com esse profissional é muito difícil, uma vez que o mesmo não se encontra inserido na Atenção Básica a Saúde. Portanto, segundo os usuários, existe um reconhecimento da importância do nutricionista nos serviços de atenção primária, para promover alimentação saudável, combatendo doenças relacionadas a má alimentação, desde a infância até a velhice.


Palavras-chave


Atenção Básica; Nutricionista; Saúde Pública; Promoção da Saúde

Texto completo:

INGLÊS PORTUGUÊS

Referências


Brasil. Entenda o SUS [página da Internet]. Brasil: Ministério da Saúde. Disponível em: http://u.saude.gov.br/index.php/cidadao/entenda-o-sus. acessado em 07 de fevereiro de 2018.

Silva ATC, Aguiar ME, Winck K, Rodrigues KGW, Sato ME, Grisi SJFE, Brentani A, Rios IC. Núcleos de Apoio à Saúde da Família: desafios e potencialidades na visão dos profissionais da Atenção Primária do Município de São Paulo, Brasil. Cad. Saúde Pública. 2012;28(11):2076-2084. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2012001100007.

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria n.° 154, 24 de janeiro de 2008. Trata dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família – NASF. Brasília; 2008. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/legislacao/portaria154_24_01_08.pdf.

Gomes DR, Martins PC, Neres WC. O nutricionista e a atenção básica: importância de sua atuação no núcleo de apoio à saúde da família. RBSP. 2013;37(3):553-570.

Neis M, Stollmaier A, Silveira JLGC, Bertin RLA importância do nutricionista na atenção básica a saúde. Rev. Cien. Humanas. 2012;46(2):399-414.

Costa KAO, Santana PR. A importância e o papel do nutricionista na atenção básica em Vitória de Santo Antão / PE. Rev. Tempus. 2011;5(4):67-85. Doi: http://dx.doi.org/10.18569/tempus.v5i4.1058.

Bardin L. Análise de conteúdo (L. de A. Rego & A. Pinheiro, Trads.). Lisboa: Edições 70. (Obra original publicada em 1977). 2006.

Pacheco PM, Ramos M. Nutricionista em atenção básica: a visão do usuário. Demetra. 2014;9(2):483-501. Doi: http://dx.doi.org/10.12957/demetra.2014.9558.

Alves RF, Silva RP, Ernesto MV, Lima AGB, Souza FM. Gênero e saúde: o cuidar do homem em debate. Psicol. teor. Prat. 2011;13(3):152-166.

Santos AC. A inserção do nutricionista na estratégia da saúde da família: o olhar de diferentes trabalhadores da saúde. Fam. Saúde Desenv. 2005;7(3):257-265. Doi: http://dx.doi.org/10.5380/fsd.v7i3.8033.

Machado NMV, Viteritte PL, Goulart DAS, Pinheiro ARO. Reflexões sobre saúde, nutrição e a estratégia de saúde da família. 2006. Disponível em:http://dtr2004. saude.gov.br/nutricao/documentos/noticia_01_ 09_06.pdf

Junqueira TS, Cotta RMM. Matriz de ações de alimentação e nutrição na Atenção Básica de Saúde: referencial para a formação do nutricionista no contexto da educação por competências. Ciênc. saúde coletiva. 2014;19(5):1459-1474.http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232014195.11932013.

Jortberg BT, Fleming MO. Registered dietitian nutritionists bring value to emerging health care delivery models. J. Acad. Nutr. Diet. 2014;114(12):2017-22. Doi: 10.1016/j.jand.2014.08.025.

Tol J, Swinkels IC, Bakker DH, Seidell J, Veenhof C. Dietetic treatment lowers body mass index in overweight patients: an observational study in primary health care. J. Hum. Nutr. Diet. 2014;27(5):426-33. Doi: 10.1111/jhn.12175.

Brasil. Ministério da Saúde. Matriz de ações de alimentação e nutrição na atenção básica de saúde. Brasília: Ministério da Saúde; 2009. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/matriz_alimentacao_nutricao.pdf

Pádua JG, Boog MCF. Avaliação da inserção do nutricionista na Rede Básica de Saúde dos municípios da Região Metropolitana de Campinas. Rev. Nutr. 2006;19(4):413-424.

Tavares HC, Pereira PA, Parente JS, Ramos JLS, Marques AA, Oliveira MLB, Bezerra IMP. A importância da inserção do nutricionista na Unidade Básica de Saúde: percepção dos profissionais de saúde. Rev. e-ciência. 2016;4(1):89-98, 2016. Doi: http://dx.doi.org/10.19095/rec.v4i1.154.g75.

Pimentel VRM, Sousa MF, Hamann EM, Mendonça AVM. Alimentação e nutrição na Estratégia Saúde da Família em cinco municípios brasileiros. Cienc. Saúde Coletiva. 2014;19(1):49-57. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232014191.1901.




DOI: http://dx.doi.org/10.19095/rec.v6i2.484

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXAÇÃO

  • LATINDEX: Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
  • REDIB(Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico): é uma plataforma para agregação de conteúdo científico e acadêmico em formato eletrônico produzido no contexto ibero-americano, relacionado a ele em um sentido cultural e social mais amplo e geograficamente não restritivo.
  • GOOGLE SCHOLAR: é uma ferramenta de pesquisa do Google que permite pesquisar em trabalhos acadêmicos, literatura escolar, jornais de universidades e artigos variados.