AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DE AÇÕES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE BUCAL PARA ESCOLARES

Cosmo Helder Ferreira da Silva, Elida Maria Marcos Lima, Adrícia Kelly Marques Bento, Kelvin Saldanha Lopes, Sofia Vasconcelos Carneiro, Luiz Filipe Barbosa Martins

Resumo


A educação em saúde, além de práticas curativas, modifica pensamentos e práticas do cotidiano. Este estudo objetivou avaliar a eficácia de atividades de educação em Saúde Bucal dos escolares. Trata-se de um estudo quantitativo, descritivo e prospectivo, onde participaram do 27 escolares das turmas do 3° e 4° ano da Escola de Ensino Fundamental São Marcos do município de Ocara- CE, no período de fevereiro a maio de 2017. A coleta de dados se deu a partir de questionário estruturado sobre hábitos de higiene bucal. Inicialmente, foi aplicado um questionário, em seguida, realizada palestra educativa, apresentação com fantoches, brincadeiras, instrução de higiene bucal e, após três meses, aplicou-se novamente o questionário. Na primeira fase da pesquisa, quando foi perguntado se sabiam o que era fio dental, dos 27 participantes, apenas 77,7% (n=21) relataram saber o que era, e na segunda fase, após as atividades educativas, 100% (n=27) conheciam. Antes da atividade de educação em saúde bucal, quando indagados sobre como consideravam sua higiene oral, 29,6% (n= 8) dos pesquisados consideraram a sua saúde bucal boa e depois de três meses 40,7% (n=11) consideraram ter a saúde bucal boa. Conclui-se que, através de promoção de educação em saúde, foi possível perceber melhora significativa no grau de conhecimento dos escolares pesquisados e a transformação dos hábitos cotidianos dos mesmos realizada de forma positiva.


Palavras-chave


Promoção da Saúde. Escola. Saúde Coletiva. Odontologia.

Texto completo:

Português Inglês

Referências


Da Cruz MCC, Assis MF, Fernandes TC, Simonato LE, Kina M, Sakashita MSS. Método de educação em saúde bucal para estudantes. Arch Health Invest, 2015; 4:46-54. ISSN 2317-3009.

Lauris JRP. Cárie dentária em crianças de 12 anos no Brasil: estudo retrospectivo dos levantamentos epidemiológicos. Bauru. Tese [Doutorado em Metodologia de Pesquisa e Estatística] - Faculdade de Odontologia de Bauru; 2015.

Antonio LP, Gouvêa GR, Souza LZ, Cortellazzi KL. Avaliação de diferentes métodos educativos em saúde bucal em crianças na faixa etária de 7 a 10 anos de idade. RFO, 2015; 20:52-58.

Leite CT, Vieira RP, Machado CA, Quirino GS, Machado MFAS. Prática de Educação em Saúde percebida por escolares. Cogitare Enfermagem, 2014; 19:13-19 Disponível em: . Acessao em: 07.07.2017. ISSN 1414-8536.

Nóbrega DRM, Santos MGC, Silva FRS, Soares RSC, Sampaio TPD, Pereira JV. Avaliação do grau de higiene bucal e condição periodontal de escolares. RFO, 2016; 21:69-74. DOI: http://dx.doi.org/10.5335/rfo.v21i1.5683

Marin C, Papadopol PM, Bottan ER, Orcina BF. Percepção e informação sobre Saúde Bucal: estudo com adolescentes de uma escola pública. Saúde e Pesquisa, 2016; 9:499-506. DOI: http://dx.doi.org/10.177651/1983-1870.2016v9n3p499-506

Matos MS, Monteiro LS, Bomfim RT, Matos RS. Hábitos de higiene bucal e dieta de adolescentes de escolas públicas e privadas em Salvador, Bahia. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, 2009; 13:7-14. Disponível em: . Acessado em: 26.08.2017. ISSN 2317-6032

Figueira TR, Leite ICG. Percepções, conhecimentos e práticas em saúde bucal de escolares. RGO, 2008; 56:27-32. Disponível em: . Acessado em: 03.10.2017.

Da Cruz MCC, Assis MF, Fernandes TC, Simonato LE, Kina M, Sakashita MSS. Método de educação em saúde bucal para estudantes. Arch Health Invest, 2015; 4:46-54, 2015. ISSN 2317-3009.

Lisbôa IC, Abegg C. Hábitos de higiene bucal e uso de serviços odontológicos por adolescentes e adultos do município de Canoas, Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Epidemiologia e serviços de saúde, 2006; 15: 29-39. DOI: 10.5123/S1679-49742006000400004

Freire MCM, Sheiham A, Bino YA. Hábitos de higiene bucal e fatores sócio demográficos em adolescentes. Revista Brasileira de Epidemiologia, 2007; 10:606-614. DOI: 10.1590/S1415-790X2007000400018

Freddo SL. Aerts DRGC, Abegg C, Davoglio R, Vieira PC, Monteiro L. Hábitos de higiene bucal e utilização de serviços odontológicos em escolares de uma cidade da Região Sul do Brasil. Cad. Saúde Pública,2008; 24:1991-2000. DOI: 10.1590/S0102-311X2008000900005

Da Silva CHF, Da Silveira PV, De Castro Filho CS. Educação em saúde bucal para trabalhadores: ferramentas de sustentabilidade para empresas. Cadernos ESP. Ceará, 2013; 7:27-37, 2013. Disponível em: . Acessado em: 29.09.2017. ISSN: 1809-0893.




DOI: http://dx.doi.org/10.19095/rec.v7i1.494

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXAÇÃO

  • LATINDEX: Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
  • REDIB(Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico): é uma plataforma para agregação de conteúdo científico e acadêmico em formato eletrônico produzido no contexto ibero-americano, relacionado a ele em um sentido cultural e social mais amplo e geograficamente não restritivo.
  • GOOGLE SCHOLAR: é uma ferramenta de pesquisa do Google que permite pesquisar em trabalhos acadêmicos, literatura escolar, jornais de universidades e artigos variados.