COMPORTAMENTO ALIMENTAR E OS ASPECTOS QUE INTERFEREM NA ADESÃO E TRATAMENTO DOS DIABÉTICOS TIPO II: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

Jéssica Alencar Cavalcante, José Leonardo Gomes Coelho, Natália do Santos Almeida, Suiany Emidía Timóteo da Silva, Guilherme Correia Alcantara, Elida Mara Braga Rocha, Juliana Sampaio Ribeiro Francelino Sampaio, Willma José de Santana

Resumo


O diabetes mellitus é considerado um dos principais problemas de saúde pública na atualidade, sendo o diabetes mellitus tipo II a forma prevalente entre os indivíduos com idade mais avançada. Assim, o objetivo deste estudo foi conhecer o comportamento alimentar e os aspectos que interferem na adesão e tratamento dos diabéticos tipo II. Para isso, realizou-se uma pesquisa bibliográfica, em bases de dados, considerando artigos publicados no período de 2014 a 2018. Encontrou-se um total de 365 artigos que, seguindo critérios de inclusão e exclusão, foram reduzidos a 12. Os resultados mostraram que os argumentos para a não adesão ao tratamento elencados nos estudos são inúmeros, variando desde a falta de tempo, falta da colaboração da família na mudança dos hábitos alimentares, dificuldades financeiras, e culturais. Dessa maneira, pode-se concluir que há diversos fatores que influenciam no tratamento, especialmente os hábitos alimentares previamente adquiridos, e que estes dever ser considerados pelos profissionais, preservando a individualidade do paciente.


Palavras-chave


Diabetes Mellitus tipo II. Adesão Alimentar. Comportamento alimentar.

Texto completo:

Português Inglês

Referências


American diabetes association. Diagnosis and classification of diabetes mellitus. Diabetes care, 2014;37(Supplement 1): S81-S90. DOI: 10.2337/dc14-S081

Flor LS, Campos MR. Prevalência de diabetes mellitus e fatores associados na população adulta brasileira: evidências de um inquérito de base populacional. Revista Brasileira de Epidemiologia. 2017;20(1):16-29.

Macedo MML, Cortez DN, Santos JC, Reis IA, Torres AC. Adesão e empoderamento de usuários com diabetes mellitus para práticas de autocuidado: ensaio clínico randomizado. Revista da Escola de Enfermagem da USP 2017;51. DOI: 10.1590/s1980-220x2016050303278

Oliveira MSS, Oliveira ICC, Amorim MES, OTTON R, NOGUEIRA MF. Avaliação da adesão terapêutica de pacientes com diabetes mellitus tipo 2. Revista de Enfermagem da UFPE 2014;8(6):1692-1701. DOI: 10.5205/1981-8963-v8i6a13643p1692-1701-2014

Pereira J, Frizon E. Adesão ao tratamento nutricional de portadores de diabetes mellitus tipo 2: uma revisão bibliográfica. RASBRAN- Revista da Associação Brasileira de Nutrição 2017;8(2):58-66.

Ross AC, Baptista DR, Miranda RC. Adesão ao tratamento de pacientes com Diabetes Mellitus tipo 2. Demetra 2015;10(2):329-346. DOI: 10.12957/demetra.2015.13990

Costa SS, Rosales RA, Ávila JA, Pelzer MT, Lange C. Adesão de idosos com diabetes mellitus à terapêutica: revisão integrativa. Congitare Enferm 2017;22(3). DOI: 10.5380/ce.v22i3.47720

Zanetti ML, Arrelias CCA, Franco RC, Santos MA, Rodrigues FFL, FARIA ATG. Adesão as recomendações nutricionais e variáveis sociodemográficas em pacientes com diabetes mellitus. Revista da Escola de Enfermagem da USP 2015;49(4):619-625. DOI: 10.1590/S0080-623420150000400012

Ramos L, Ferreira EAP, Najjar ECA. Efeitos de automonitorização sobre indicadores emocionais e adesão ao tratamento do diabetes. Psicologia, Saúde & Doenças 2014;15(3):567-585. DOI: 10.15309/14psd150302

Rodriguez MTG, Santos LC, Lopes ACS. Adesão ao aconselhamento nutricional para diabetes mellitus em serviço de atenção primária à saúde. Rev. Min Enferm 2014;18(3):685-690.

Barbosa MAG, Almeida AMR, Figueiredo MA, Negromonte AG, Silva JSL, Viana MGS, Galvão GKC. Alimentação e diabetes mellitus: percepção e consumo alimentar de idosos no interior de Pernambuco. Rev Bras Promoç Saúde 2015;28(3):370-378.

Oliveira LMSM, Souza MFC, Souza LA, Melo IRC. Adesão ao tratamento dietético e evolução nutricional e clínica de pacientes com diabetes mellitus tipo 2. HU Revista 2016;42(42):277-282.

Farias RFS, Lima AWS, Leite AFB, Santos ZC, Dias AA, Santos ECB. Adesão ao tratamento de diabetes mellitus em área rural do município de Vitória de Santo Antão –PE. Revista ASP 2016;19(2):181-190.

Arrelias CCA, Farias HTG, Teixeira CRS, Santos MA, Zanetti ML. Adesão ao tratamento do diabetes mellitus e variáveis sociodemográficas, clínicas e de controle metabólico. Acta Paulista Enfermagem 2015;28(4):315-322. DOI: 10.1590/1982- 0194201500054

Borba AKOT, Marques APO, Ramos VP, Leal MCC, Arruda IKG, Ramos RSPS. Fatores associados à adesão terapêutica em idosos diabéticos assistidos na atenção primária de saúde. Ciência & Saúde Coletiva 2018;23(3):953-961.

Santos GF, Dammero DRR, VAZ JS. Barreiras de adesão à dieta em paciente com diabete melito do tipo 2: uma revisão narrativa. R. Interd 2015;8(4):199-204.

Martins MPSC, Gomes ALM, Martins MCC, Mattos MA, Filho MDS, Mello DB, Dantas EHM. Consumo Alimentar, Pressão Arterial e Controle Metabólico em Idosos Diabéticos Hipertensos. Revista Brasileira de Cardiologia 2010;23(3):162-170.

Gross CC, Gross JL, Goldin JR. Problemas emocionais e percepção de coerção em pacientes com diabetes tipo 2: um estudo observacional. Clinical & Biomedical Research 2010;30(4):431-435.

Costa, S. S.; Rosales, R. A.; Ávila, J. A.; Pelzer, M. T.; Lange, C. Adesão de idosos com diabetes mellitus à terapêutica: revisão integrativa. Congitare Enferm 2017;22(3). DOI: 10.5380/ce.v22i3.47720

Groff, D. P.; Simões, P. W. T. A.; Fagundes, A. L. S. C. Adesão ao tratamento dos pacientes diabéticos tipo II usuários da estratégia saúde da família situada no bairro Metropol de Criciúma, SC. Arquivos Catarinenses de Medicina 2011;40(3):43-48.

Evert AB, Boucher JL, Cypress M, Dunbar SA, Franz MJ, Mayer-Davis EJ, Neumiller JJ, Nwankwo R, Verdi CL, Urbanski P, Yancy Júnior WS. Nutrition therapy recommendations for the management of adults with diabetes. Diabetes Care 2014;40(Supplement 1):S120-S143. DOI: 10.2337/dc14-S120




DOI: http://dx.doi.org/10.19095/rec.v8i1.585

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXAÇÃO

  • LATINDEX: Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
  • REDIB(Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico): é uma plataforma para agregação de conteúdo científico e acadêmico em formato eletrônico produzido no contexto ibero-americano, relacionado a ele em um sentido cultural e social mais amplo e geograficamente não restritivo.
  • GOOGLE SCHOLAR: é uma ferramenta de pesquisa do Google que permite pesquisar em trabalhos acadêmicos, literatura escolar, jornais de universidades e artigos variados.
  • SUMÁRIOS:  Sumários de Revistas Brasileiras (Sumários.org) é uma base indexadora de periódicos científicos brasileiros que busca ampliar a divulgação e o acesso aos periódicos científicos nacionais.