AVALIAÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS EM UM SUPERMERCADO DO CARIRI CEARENSE

Maria Laiza dos Santos da Mota, Maria Patrícia dos Santos da Mota, Edna Mori

Resumo


Com o crescimento do setor supermercadista e consumidores cada vez mais exigentes, que buscam qualidade e alimentos seguros, surge a necessidade de atendimento aos padrões preconizados pela legislação, as Boas Práticas de Fabricação, obrigatórias pela legislação brasileira e essenciais aos processos, a fim de garantir a qualidade higiênico-sanitária e a conformidade dos alimentos com as normas sanitárias vigentes. Trata-se de uma pesquisa de campo, do tipo descritiva observacional, realizada com o objetivo de avaliar as Boas Práticas de Fabricação nos setores de loja e cozinha de um supermercado do cariri cearense. Foi realizada uma visita técnica para avaliação dos processos internos, condições higiênico-sanitárias e estruturais, por meio de checklist, baseado na RDC 275 de 2002 para avaliação do supermercado e na RDC 216 de 2004 para avaliação da cozinha. Com os resultados obtidos, verificou-se um percentual crítico de inconformidades referentes a Edificação, instalações e equipamentos, Higienização das instalações, Abastecimento de água, Manejo de resíduos, Manipuladores, Higienização de equipamentos, maquinários e utensílios, Programa de capacitação, Produção e exposição do alimento e Documentação – MBPF e POP, resultando na classificação geral dos setores avaliados no GRUPO III (Deficiente). Diante disso, verifica-se a necessidade de adequação à legislação sanitária vigente, reduzindo riscos e garantindo a qualidade e segurança dos alimentos.


Palavras-chave


Supermercado, Boas Práticas de Fabricação, Controle de qualidade, Alimento seguro.

Texto completo:

Português Inglês

Referências


Brasil CCB. Diagnóstico do perfil dos estabelecimentos do setor supermercadista de acordo com a legislação de alimentos. 2011. 138 f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos). Universidade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul.

Moro MF, Bem MAG, Weise AD, Reis CCC, Schidt CAP. Avaliação das boas práticas de fabricação em uma panificadora: Um estudo de caso. Revista Espacios. 2015; 36(9): p. 14.

Brasil, Ministério da Saúde. Agencia Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 216, de 15 de setembro de 2004. Dispõe sobre Regulamento Técnico de Boas Práticas para Serviços de Alimentação. Diário Oficial da União; Poder Executivo, de 16 de setembro de 2004.

Pedroso KRQ, Bernardino PDLS. Aspectos higiênico-sanitários de estabelecimento comercial do tipo supermercado de grande porte. Revista Eletrônica Científica Inovação e Tecnologia. Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Medianeira - PR. 2016; 1(13): p. 68-82.

Silva LSGR, Silva ILMM, Silva RM. Principais inadequações de supermercados verificadas nas notificações emitidas pela Vigilância Sanitária e Ambiental. Magistra, Cruz das Almas – BA. 2017; 29(1): p.1-7.

Brasil, Ministério da Saúde. Agencia Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 275, de 21 de outubro de 2002. Dispõe sobre o Regulamento Técnico de Procedimentos Operacionais Padronizados aplicados aos Estabelecimentos Produtores/Industrializadores de Alimentos e a Lista de Verificação das Boas Práticas de Fabricação em Estabelecimentos Produtores/Industrializadores de Alimentos. Diário Oficial da União; Poder Executivo, de 06 de novembro de 2002.

Severo JS, Andrade ALP, Lima EMH, Cunha FB, Oliveira HMR, Rego RK, Morais JBS, Silva AS, Eulálio JML, Martins LM. Segurança alimentar e controle de qualidade em uma rede de supermercados de Teresina – PI. Brazilian Journal of Food Research, Campo Mourão. 2016; 7(1): p. 112-124.

Nuvolari CM. Boas práticas de fabricação e a cadeia do frio nos supermercados de Botucatu – SP. Dissertação (Mestrado), 82 p. Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, Botucatu – São Paulo, 2017.

Santini V, Seixas FRF. Avaliação das condições higiênico-sanitárias de restaurantes comerciais da cidade de Rolim de Moura – RO. Revista da UNESC. 2016; 14(1).

Reis HF, Flávio EF, Guimarães RSP. Avaliação das condições higiênico-sanitárias de uma Unidade de Alimentação e Nutrição hospitalar de Montes Claros, MG. Revista Unimontes Científica, Montes Claros. 2015; 17(2).




DOI: http://dx.doi.org/10.19095/rec.v7i2.629

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXAÇÃO

  • LATINDEX: Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
  • REDIB(Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico): é uma plataforma para agregação de conteúdo científico e acadêmico em formato eletrônico produzido no contexto ibero-americano, relacionado a ele em um sentido cultural e social mais amplo e geograficamente não restritivo.
  • GOOGLE SCHOLAR: é uma ferramenta de pesquisa do Google que permite pesquisar em trabalhos acadêmicos, literatura escolar, jornais de universidades e artigos variados.