O CONTADOR COMO PARCEIRO DO EMPREENDEDOR DIGITAL: UM ESTUDO SOBRE O USO DA CONTABILIDADE NO GERENCIAMENTO DE NEGÓCIOS VIRTUAIS

Thainara dos Santos Gomes, Micaele Rodrigues Feitosa Melo, Lahyne Alves Tavares, Juliana Coelho Andrade, Agna Ligia Pinheiro Máximo, Francisco Inaldo Sobreira Ferreira, Ângela Maria de Souza, Pedro Anderson Santos Pereira, Aline Bezerra Teles

Resumo


Os negócios virtuais vêm crescendo de forma significativa, principalmente nas redes sociais e, assim como para toda empresa física, se torna fundamental o auxílio de um profissional da área contábil. No entanto, o número de empresários que têm iniciado seus negócios sem auxílio e orientação de um profissional tem aumentado nos últimos anos, fato que vem elevando a possibilidade de fracasso das empresas. Diante deste cenário decidiu-se realizar esta pesquisa cujo objetivo é investigar como os empreendedores que possuem negócios virtuais realizam o controle das atividades contábeis. Como metodologia realizou-se um estudo de múltiplos casos com empreendedores virtuais de Juazeiro do Norte. O estudo possui caráter descritivo e exploratório de abordagem quantitativa cuja realização se deu por meio de um questionário eletrônico elaborado através do Google forms. Os resultados sugeriram que a maior parte das empresas virtuais entrevistadas não possui registros e não realiza as atividades contábeis de forma correta. Verificou-se ainda que são empresas novas com média de dois anos no mercado, que não possuem lojas físicas nem têm esta pretensão, entretanto possuem conhecimento sobre contabilidade e reconhecem a importância da área para seus negócios. Conclui-se que as empresas entrevistadas não possuem correto acompanhamento contábil, fato que pode levar os gestores desses negócios a realizar as atividades contábeis de maneira equivocada.


Palavras-chave


Empreendedor digital. Contabilidade. Negócios virtuais.

Texto completo:

Português Inglês

Referências


Neto ASC, Cruz HAD. Fatores relevantes na gestão financeira e contábil das microempresas: Um Estudo de Caso em uma Empresa Comercial de Florianópolis/SC. Revista Edu. Tec. - FAETERJ Duque de Caxias 2016; 1 (1). [acesso em 23 agosto 2018]; ISSN: 1984-2007. Disponível em: http://faeterj-caxias.net/revista/index.php/edutec/article/view/288.

Vissotto EM, Boniati BB. Comércio Eletrônico. 2013. [acesso em 18 agosto 2018]. Disponível em: http://jocivan.com.br/portal/wp- content/uploads/2016/04/CST_Comercio_Eletronico.pdf.

Gonçalves R, Martins J, Rocha Á. Internet e redes sociais como instrumentos potenciadores de negócio. 2016. [acesso em 02 setembro 2018]. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?pid=S1646-98952016000200001&script=sci_arttext&tlng=es.

Cruz DC, Soares TR. A utilização das informações geradas pelo sistema de informação contábil como auxílio à gestão das micro e pequenas empresas: um estudo no setor comercial no segmento de equipamentos de telefonia e comunicação. 2014. [acesso em 05 agosto 2018]. Disponível em: https://app.uff.br/riuff/bitstream/1/1976/3/2014- CienciasContabeis- DANIELY%20CANDIDO%20DA%20CRUZ%20e%20TAMARA%20RODRIGUES%2

SOARES.pdf.

Della FVA, Ceolin R, Neubauer VS, Lea RB, Silva EMTD, Virgolin IWC, Camargo BF. Ética no horizonte do profissional contábil. Revista Interdisciplinar de Ensino, Pesquisa e Extensão. – UNICRUZ, Cruz Alta, RS. 2014; 2 (1): 1-13. ISSN 2358-6036. [acesso em 14 agosto 2018]. Disponível em: http://www.revistaeletronica.unicruz.edu.br/index.php/eletronica/article/view/1568/pd f_19.

Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE. Sondagem sobre o empreendedorismo digital. 2012. [acesso em 12 agosto 2018]. Disponível em:

https://bibliotecas.sebrae.com.br/chronus/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/615 330c0d4a052ab19d47bb47076b8d3/$File/4305.pdf.

Szuster N. Temos do que nos orgulhar na Contabilidade brasileira. Revista Contabilidade & Finanças – USP, São Paulo mai./jun./jul./ago. 2015; 26 (68): 121-125. [acesso em 20 agosto 2018]; DOI: 10.1590/1808-057x201590050. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rcf/article/view/102352/100668

Baggio AF, Baggio DK. Empreendedorismo: Conceitos e Definições. In: Revista de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia (REIT-IMED) 2014; 1 (1): 25-38. [acesso em 20 agosto 2018]; ISSN 2359-3539. Disponível em: https://seer.imed.edu.br/index.php/revistasi/article/view/612/522.

Drago AA, Rêgo JYN. E-commerce: o diferencial na venda de produtos e serviços: O caso do ingresso da empresa Sephora no Brasil. Revista de Administração e Contabilidade da Faculdade Estácio do Pará –Belém – RAC, [S.T.] 2017; 4 (8): 71-89. [acesso em 23 agosto 2018]; ISSN 2358-1948. Disponível em: http://www.revistasfap.com/ojs3/index.php/rac/article/view/153/154.

Fontes LO. Análise de ferramentas da contabilidade gerencial com ênfase em custos em uma organização e-commerce. 2014. [acesso em 16 agosto 2018]. Disponível em:

https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/140573/000965605.pdf?sequenc e=1&isAllowed=y.

Coutinho CM. Análise do impacto do comércio eletrônico na economia: Um estudo sobre o varejo de moda e o poder de influência dos Blogs. 2015. [acesso em 02 setembro 2018]. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/132469/000855892.pdf?sequen ce=1&isAllowed=y.

Junior DL, Souza CA. Mudanças no Marketing das Organizações Decorrentes do Uso de Plataformas de Redes Sociais: Casos brasileiros. Revista lbérica de Sistemas e Tecnologias de Informação. 2016. [acesso em 08 setembro 2018]; (18): 83-98. ISSN 1646-9895. DOI: 10.17013/risti.18.83–98. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/pdf/rist/n18/n18a07.pdf.

Oliveira RO. RGSN - Revista Gestão, Sustentabilidade e Negócios, Porto Alegre, v. 4, n. 2, p. 4-23. A influência das redes sociais na internet para a construção de marcas: o uso do Instagram. 2016. [acesso em 19 agosto 2018]. Disponível em:

http://www.saofranciscodeassis.edu.br/rgsn/arquivos/RGSN08/A%20influ%C3%AA ncia%20das%20redes%20sociais%20na%20internet.%20OLIVEIRA.p.4-23.pdf.

Picollo L. Desempenho economico-financeiro e estrategias de vendas: um estudo de multicasos longitudinal de empresas varejistas virtuais. 2017. [acesso em 14 agosto 2018]. Disponível em: http://repositorio.upf.br/bitstream/riupf/1367/1/SAR2017Lucas%20Picollo.pdf.

Barros CFG. Empreendedorismo no Instagram. 2017. [acesso em 02 setembro 2018]. Disponível em: http://repositorio.uniceub.br/bitstream/235/11377/1/21200168.pdf.

Duarte CKS. Marketing digital nas redes sociais facebook e Instagram: estudo em empresas do município de Cacoal/RO. 2016. [acesso em 23 agosto 2018]. Disponível em:

http://ri.unir.br/jspui/bitstream/123456789/1379/1/ACC%20CASSIUS%20KLEY.pdf.

Bhimani A. As empresas de tecnologia exigem que a contabilidade seja diferente. In: Revista Contabilidade e Finanças. – USP, São Paulo, mai./ago. 2018; 29 (77): 189-193. ISSN 1808-057X. DOI: 10.1590/1808-057x201890260. [acesso em 15 agosto 2018]. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rcf/article/view/145499 .

Borges GM. Contratos no comércio eletrônico e a proteção do consumidor no século XXI: Responsabilidade Civil dos Sites Intermediadores no ECommerce. 2018. [acesso em 16 agosto 2018. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/174824.

Gattass GBA. A tributação no comércio eletrônico. Revista do Instituto do Direito Brasileiro 2014; 3 (1): 133-175. [acesso em 03 agosto 2018]; ISSN 2182-7567. Disponível em:

https://www.cidp.pt/publicacoes/revistas/ridb/2014/01/2014_01_00133_00175.pdf.

Costa, GA, Melo MAD, Soares CADS. Ética profissional: um desafio para o contador na era digital. 2015. [acesso em 16 agosto 2018].

Disponível em: https://contabeis.ufersa.edu.br/wpcontent/uploads/sites/33/2014/09/II-Congresso- UFERSA-de-Contabilidade-Anais-20151.pdf#page=182.

Gil AC. Como elaborar projetos de pesquisa. 4ª. ed. São Paulo: Atlas S/A. 2002.

Yin RK. Estudo de caso: Planejamento e métodos. 3.ed. Porto Alegre: Bookman. 2005. [acesso em 25 agosto 2018]. Disponível em: https://saudeglobaldotorg1.files.wordpress.com/2014/02/yin- metodologia_da_pesquisa_estudo_de_caso_yin.pdf.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades@: Juazeiro do Norte-CE, censo demográfico 2010 [Internet]. Rio de janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; 2010. [acesso em 12 junho 2020]. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ce/juazeiro-do-norte/panorama.

Ferraz MDA. A utilização do instagram como ferramenta comercial por micro e pequenos empreendedores. Florestal: UFV - Universidade Federal de Viçosa – Campus Florestal – CEDAF, 2019. Trabalho de Conclusão de Curso em Administração.

Silva FB, Alves MAR, Oliveira PRM. Práticas empreendedoras: uma análise das redes sociais como forma de impulsionar a gestão de vendas e os negócios das empresas. REVISTA CONBRAD. Maringá - Pr. jan. 2016/abr. 2016; 1 (1): 177-190. [acesso em 04 novembro 2018]; ISSN 2525-6815. Disponível em: http://revistaconbrad.com.br/editorial/index.php/conbrad/article/view/23/22.

Atrill P, Mclaney E. Contabilidade gerencial para tomada de decisão. Ed. Saraiva.

Tocantis S. Custos e preço de venda no comércio. 2018. [acesso em 05 novembro 2018]. Disponível em: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ufs/ap/artigos/custos-e-preco-de- venda-no- comercio,e195164ce51b9410VgnVCM1000003b74010aRCRD?origem=segmento&c odSegmento=9.




DOI: http://dx.doi.org/10.19095/rec.v8i1.703

Apontamentos



INDEXAÇÃO

  • LATINDEX: Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
  • REDIB(Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico): é uma plataforma para agregação de conteúdo científico e acadêmico em formato eletrônico produzido no contexto ibero-americano, relacionado a ele em um sentido cultural e social mais amplo e geograficamente não restritivo.
  • GOOGLE SCHOLAR: é uma ferramenta de pesquisa do Google que permite pesquisar em trabalhos acadêmicos, literatura escolar, jornais de universidades e artigos variados.
  • SUMÁRIOS:  Sumários de Revistas Brasileiras (Sumários.org) é uma base indexadora de periódicos científicos brasileiros que busca ampliar a divulgação e o acesso aos periódicos científicos nacionais.