A EFICIÊNCIA DA VACINAÇÃO CONTRA A DIFTERIA NO JUAZEIRO DO NORTE E SEUS IMPACTOS NO MEIO AMBIENTE

Daianny Mesquita Ponte, Paula Gabriella Sousa Araújo, Helen Fernanda Oliveira de Sousa, Adalberto Cruz Sampaio, Djailson Ricardo Malheiro

Resumo


O programa de vacinação do Brasil demonstra ser competente no combate a difteria, porém foram encontrados problemas no processo de descartes dos resíduos da vacinação, sendo preciso novas estratégias que busquem evitar riscos ambientais e a saúde da população. O artigo propõe avaliar a eficiência no combate à difteria a partir da vacinação e o seu processo de despejo no meio ambiente na cidade de Juazeiro do Norte-CE. Foi realizado um levantamento de dados da cobertura vacinal e a incidência de casos da doença pelo Sistema do Departamento de Informática do SUS. Nota-se que na cidade de Juazeiro do Norte-CE, o último caso notificado de difteria foi em 2003. Os anos seguintes não apresentaram nenhuma prevalência da doença o que gerou base para análise da cobertura vacinal na região.  Houve um aumento da cobertura vacinal contra a difteria durante os anos após casos registrados da doença. Em 2003, a vacina aplicada ainda era DTP e sua cobertura foi bem reduzida comparada ao dos anos seguintes. Nos anos de 2013 a 2015 os tipos de vacina contra a difteria aumentaram, surgiu a união da DTP+Hib com a da hepatite formando a Pentavalente e a DTPa para gestantes. Em outros dados coletados do SIPNI, em Juazeiro do Norte nos anos 2009 a 2011, em uma população de 12.183 crianças entre 4 e 6 anos, apenas 3798 (31,17%) receberam o segundo reforço da DTP. Foi possível identificar as diferenças no uso de vacinas sem e com agulhas, demostrando as vantagens para o meio ambiente, pacientes e profissionais da adequação ao sistema cutâneo sem agulhas. Outra prática comum no processo de descarte final das vacinas é a incineração dos materiais. Esse processo emite gases poluentes que prejudicam a saúde humana e o meio ambiente. A eficiência da vacinação diftérica reduziu o número de casos da doença na cidade de Juazeiro do Norte. A produção de vacinas em larga escala aumenta o lixo hospitalar contaminante que se descartado de maneira incorreta interfere no meio ambiente. Alternativas tecnológicas e científicas para o descarte adequado da vacina diftérica contribuem e contribuirão de maneira significativa para a preservação ambiental e saúde humana.

Palavras-chave


Difteria. Vacinação. Meio Ambiente.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, V.C.F.; PINTO, S.L.; NASCIMENTO, A.J.R.; FEITOSA, C.R.; ALENCAR, P.R.P. Gerenciamento de resíduos sólidos em unidades de saúde da família. Revista Rene. Fortaleza, vol. 10, n. 2, p. 103-112, abr./jun. 2009. Disponível em: . Acesso em: 16 mar. 2016.

BRASIL. Ministério da Saúde. Departamento de Informática do SUS - DATASUS. Disponível em: . Acesso em: 8 mar. 2016.

BRASIL. Ministério da Saúde, Secretária de Vigilância em Saúde. Série histórica. 2014. Disponível em: . Acesso em: 24 mar 2016.

BRASIL. Ministério da Saúde, Secretária de Vigilância em Saúde. Doenças infecciosas e parasitárias: guia de bolso. - 8 ed. – Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2010. p.137-142.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretária de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Programa Nacional de Imunização (PNI): 40 Anos/Ministério da Saúde, Secretária de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância Epidemiológica. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2013. 236 p.:il.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA. Resolução RDC nº 306 de 7 de dezembro de 2004. Dispõe sobre o Regulamento Técnico para o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde. Disponível em: . Acesso em: 30 mar 2016.

DALBEN,D.; PANDOLFO, D.K.; ANTUNES, V.A.; ZWIRTES, A.A, ZORZAN, L.; DARONCO, G.G. Resíduos de serviços de saúde: gestão de resíduos potencialmente infectantes e perfurocortantes. Seminário de Iniciação Cientifica , n. 23 , 2015. Salão do Conhecimento, Ijuí - RS: Editora Unijuí, v. 1, nº 1 , 2015. Disponível em: . Acesso em : 28 mar 2016.

DOMINGUES, C.M.A.S.; TEXEIRA, A.M.S. Coberturas vacinais e imunopreviníveis no Brasil no período 1982-2012: avanços e desafios do Programa Nacional de Imunizações. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, v. 22, n.1, p. 9-27, mar. 2013. Disponível em: . Acesso em: 24 mar. 2016.

INMETRO, Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio no Exterior. Programa de análise de produtos: Relatório sobre análise em seringas e agulhas hipodérmicas estéreis de uso único. 2009. Disponível em: . Acesso em: 02 abril 2016.

LARTELLI, A. Avaliação de defeitos do tipo “GOUGE” em tubos de aço inox 304l utilizados na fabricação de agulhas hipodérmicas, 2015. Contribuição técnica ao 12º Seminário Brasileiro de Aço Inoxidável, Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: . Acesso em: 02 abril 2016.

PEARLLER, M.R. Corynebacterium e outros bacilos gram-positivos. In:_____. Microbiologia Médica. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014. p. 222-227.

PINTO, S.L. Gerenciamento de resíduos sólidos em hospitais públicos no município de Juazeiro do Norte – CE. 2013. 101 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional Sustentável) – Universidade Federal do Ceará – Campus Cariri, Juazeiro do Norte, Ceará. 2013. Disponível em: . Acesso em: 25 mar 2016.

ORGHETI-CARDOS, L.N.; CUNHA-FILHO, M.; GELFUSO, G.M.; GRATIERI, T. Injeção sem agulhas: aplicações médicas e perspectivas futuras. Brasília Médica, v. 50, n. 3, p. 253- 260, jul./ago. 2013. Disponível em: . Acesso em: 14 mar. 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.19095/rec.v4i1.96

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXAÇÃO

  • LATINDEX: Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
  • REDIB(Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico): é uma plataforma para agregação de conteúdo científico e acadêmico em formato eletrônico produzido no contexto ibero-americano, relacionado a ele em um sentido cultural e social mais amplo e geograficamente não restritivo.
  • GOOGLE SCHOLAR: é uma ferramenta de pesquisa do Google que permite pesquisar em trabalhos acadêmicos, literatura escolar, jornais de universidades e artigos variados.
  • SUMÁRIOS:  Sumários de Revistas Brasileiras (Sumários.org) é uma base indexadora de periódicos científicos brasileiros que busca ampliar a divulgação e o acesso aos periódicos científicos nacionais.